domingo, 13 de novembro de 2011

O CASO ACUSATIVO

O caso acusativo expressa, sintaticamente, o objeto direto, o sujeito da oração objetiva direta reduzida de infinitivo e o adjunto adverbial.

TERMINAÇÕES:

PRIMEIRA DECLINAÇÃO (TEMA EM A)

SINGULAR: -AM
PLURAL: - AS

SEGUNDA DECLINAÇÃO (TEMA EM O)

SINGULAR: -UM
PLURAL: -OS 


1) Acusativo como objeto direto

- Lucius et Iulius carrum ducunt. (Lúcio e Júlio levam o carro)

- Quotidie Domitia in coquina prandium parat. (Cotidianamente Domícia prepara o almoço na cozinha)

- Monstrum sceleste indefensos pueros trucidabat. (O monstro violentamente trucidava os meninos indefesos)

- Silvicolae bestias captabant. (Os silvícolas capturavam os animais)


2) Acusativo como adjunto adverbial

- Mane Deaedalus et Icarus in oram migrant. (Pela manhã, Dédalo e Ícaro caminham pela praia)

- Subito taurum prope aquam uident. (De repente, veem um touro perto da água)

- Ad fluuium inuenit lupus tenerum agnum. (O lobo encontrou no rio um cordeiro novo)

- Post arduam pugnam Theseus monstrum necat. (Após uma árdua luta, Teseu mata o monstro)


3) Acusativo como sujeito da oração objetiva direta reduzida de infinitivo

- Gallus audit uulpeculam falsa uerba dicere. (O galo escuta a raposa dizer falsas palavras)

- Villicus uulpeculam fugere uidet. (O caseiro vê a raposa fugir)

- Agricola dicit apros multos in silua esse. ( O agricultor diz que muitos javalis existem na floresta)